Acesse sua conta

Esqueceu a senha?

Ver seu carrinho de compras

Loja

Luiz Antonio Simas recolhe as pedrinhas miudinhas brasileiras em 43 ensaios. Do samba ao forró, de Noel a Jackson do Pandeiro, entre caboclos e políticos, o historiador lembra de onde viemos e dá boas ideias para onde irmos. De preferência para bem longe dos descolados e da mania modernizadora de “profanar o sagrado e tornar provisório o que já transcendeu a esse próprio tempo”. O fio condutor dos diversos temas não podia ser outro: as raízes da cultura sacro-africana, mais do que herança, “fonte inesgotável de saber e encantamento”, como destaca Nei Lopes em seu prefácio.

Nesta segunda edição, além do acréscimo de textos, há também um posfácio escrito por Luiz Rufino, que destaca que o livro é uma “aprendizagem contínua de que mesmo vivendo em um mundo obcecado pelo paradigma da grandeza, podemos seguir perseguindo as miudinhas que nos alumiam, as histórias e saberes ancestrais de nossas aldeias”.

CANDOMBLÉ, CULTURA AFRO, HISTÓRIA, LITERATURA BRASILEIRA, RIO DE JANEIRO, SAMBA, UMBANDA

Mais detalhes

Dados técnicos

2ª EDIÇÃO
Brochura
Ilustração [capa]: Andre Dahmer
Foto [autor]: Edu Goldenberg
Revisão: Luís Gustavo Coutinho
Páginas: 144
Dimensões: 210 x 148 x 7mm
Peso: 195g
ISBN: 978-85-65679-15-2

Sobre o autor

Author

Luiz Antonio Simas

é carioca, botafoguense, filho de pai catarinense e mãe pernambucana. Trabalha como professor de História e faz pesquisas sobre culturas populares do Brasil. É autor, entre outros, do “Almanaque Brasilidades” (Bazar do Tempo, 2018), de “Pedrinhas miudinhas: ensaios sobre ruas, aldeias e terreiros” (Mórula, 2013), do “Dicionário da História Social do Samba” (Civilização Brasileira, 2015), em parceria com Nei Lopes, e de “Fogo no mato: a ciência encantada das macumbas” (Mórula, 2018) e "Flecha no tempo" (Mórula, 2019), estes dois últimos com Luiz Rufino.