Acesse sua conta

Esqueceu a senha?

Ver seu carrinho de compras

Loja

Moacyr Luz é compositor, escritor e conduz uma das mais bem-sucedidas rodas de samba do Rio de Janeiro, o Samba do Trabalhador. Parceiro de alguns dos mais importantes compositores brasileiros e dono de uma vasta obra (12 discos, 200 músicas gravadas), o Moa dispensa apresentações. Nunca é demais lembrar, no entanto, que o sambista está entre os titulares no time dos grandes cronistas cariocas. Com o olhar de quem já morou por toda a cidade do Rio de Janeiro, de Bangu ao Flamengo, do Méier à Copacabana, passando pela Tijuca e a Glória, Moacyr Luz conhece como poucos o dia a dia de uma cidade que se reinventa a todo momento, para além da orla e do centro turístico.

É este olhar, com pitadas de ironias e deslumbre com as pequenas maravilhas do cotidiano, típicos da nossa tradição cronista, que o leitor encontrará no quinto livro do sambista: O Rio do Moa. A obra reúne em 60 crônicas uma variedade de hábitos cariocas, lugares, petiscos e festas que Moacyr Luz encontrou por suas andanças. Não faltam também personagens, anônimos e ilustres, amigos, conhecidos, parceiros, companheiros dos mais diversos balcões da cidade. Estão lá Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Martinho da Vila, Hermínio Bello de Carvalho e muitos outros.

O número de crônicas (60) não é por acaso. Em abril de 2018 o compositor comemora 60 anos, o que faz do livro uma celebração, mas também uma homenagem. A organização da coletânea é de André Diniz e Diogo Cunha, que garantem um mergulho no Rio “do samba e do Carnaval, da festa, da brincadeira, das ruas e calçadas, dos botecos pés-sujos, de personagens que não poderiam ter nascido em outro local, das festas profanas e religiosas, dos santos e entidades, dos quitutes e de batidas perigosíssimas”.

Na capa, outro grande carioca também homenageia o Moa. A ilustração inédita é de Cássio Loredano, que desenhou o sambista pela primeira vez. Na orelha, o historiador Luiz Antonio Simas ressalta que Moacyr é um “cronista consistente e consciente das tessituras da cidade, de suas contradições, espantos, dicções, perrengues e glórias”. O Rio do Moa tem lançamento previsto para o dia 10 de abril nas livrarias. O lançamento com a presença do autor será realizado no dia 30 de abril no Samba do Trabalhador. Ainda estão previstos lançamento em Belo Horizonte, Brasília e São
Paulo, sempre com a presença da roda de samba.

CARNALVAL, CRÔNICAS, CULTURA, RIO DE JANEIRO, SAMBA

Mais detalhes

Dados técnicos

Brochura
Organizadores:
André Diniz e Diogo Cunha
Revisão: Luciana Goiana
Ilustração de capa: Cássio Loredano
Páginas: 136
Dimensões: 210 x 140 x 8mm
ISBN: 978-85- 65679-77- 0

Sobre o autor

Author

Moacyr Luz

é escritor, músico e compositor. Nasceu em abril de 1958 no Rio de Janeiro e já morou por toda a cidade. Tem 12 discos gravados, quatro livros lançados e mais de 200 músicas cantadas por importantes artistas brasileiros. Parceiro de Aldir Blanc, Sereno, Paulo Cesar Pinheiro e Hermínio Bello de Carvalho, é o criador do Samba do Trabalhador, roda de samba que acontece desde 2005 no Clube Renascença, no Andaraí.