Acesse sua conta

Esqueceu a senha?

Ver seu carrinho de compras

Loja

O Brasil começou a ouvir falar de Marcelo Yuka na década de 1990 – uma década que entrou para a história por chacinas como a da Candelária e a de Vigário Geral.

Não à toa surgiu logo depois dessas tragédias o livro-reportagem Cidade Partida, do jornalista Zuenir Ventura. Com sua música incendiária, Marcelo Yuka se tornou o principal cronista da Cidade Partida. Apresentou-a com todas as suas cores, acima de tudo a vermelha, para uma sociedade carioca acuada e rendida, incapaz de formular políticas que nos tirassem daquele abismo. Esta década terminaria com a notícia de que ele tivera o corpo cravejado de balas ao tentar salvar uma pessoa desconhecida, que estava sendo assaltada.

A obra visita as canções de um dos maiores ícones da resistência, particularmente no Rio de Janeiro, onde chegou a ser candidato a vice-prefeito numa campanha que entusiasmou a cidade, muito mais sua juventude. Esse gesto se torna ainda mais político se levarmos em consideração que as autoras e os autores que passaram pelos processos de formação da Flup se alfabetizaram ouvindo os hinos compostos por Marcelo Yuka para que tivéssemos o que cantar nas horas de maior desespero. Foi assim que todos nós nos sentimos com o resultado das últimas eleições. E aprendemos com suas canções que paz sem voz é medo.

CONTOS, LITERATURA, MARCELO YUKA

Mais detalhes

Dados técnicos

Brochura
Ilustrações e Projeto Gráfico: Thais Linhares
Páginas: 192
Dimensões: 155 x 230
ISBN: 978-65-81315-11-5

Sobre os autores

Author

Ecio Salles

escritor, poeta e produtor cultural, foi fundador da Festa Literária das Periferias, a Flup, onde organizou várias antologias com novos autores da cena periférica carioca. Foi também o criador do selo Tramas Urbanas, por onde publicou “Poesia Revoltada” e “História e memória de Vigário Geral”.

Author

Julio Ludemir

escritor, roteirista e produtor cultural, foi fundador da Festa Literária das Periferias, a Flup e da Batalha do Passinho. É autor, entre outros, de “O bandido da chacrete”, “Sorria, você está na Rocinha” e “No coração do Comando”.

Olá, cadastre seu email e receba descontos e novidades.

 

* obrigatório