Acesse sua conta

Esqueceu a senha?

Ver seu carrinho de compras

Loja

EU_FazendoaCidade_CAPA

COLEÇÃO ENGRENAGENS URBANAS | VOLUME 1
Luiz Antonio Machado da Silva dedica-se, desde os anos 60, ao campo da Sociologia Urbana. Sua produção, ampla e instigante, manteve ao longo dos anos extrema coerência. Seus estudos sobre favela, ação coletiva, sociabilidade, informalidade e violência sempre estiveram enquadrados analiticamente a partir do problema da integração como expressão da “questão social ” e da prática conflitiva de atores concretos. Ao iniciar a coleção “Engrenagens Urbanas” com uma coletânea de seus artigos, trazemos análises cuja leitura nos permite compreender como diversos aspectos do conflito social contemporâneo se articulam, hoje, à produção e gestão de nossas cidades.

SOBRE A COLEÇÃO
“Engrenagens Urbanas” reúne contribuições de pesquisadoras e pesquisadores de diferentes áreas dos estudos urbanos, tendo por eixos analíticos a gestão de territórios e populações e a experiência de cidade das mesmas. Desta perspectiva, os livros publicados enfocam desde as distintas formas de produção do urbano e de gestão do espaço público, através de políticas, projetos e agenciamentos variados, até as tensões, negociações, estratégias e táticas cotidianas de seus moradores face às práticas governamentais que caracterizam as cidades contemporâneas.

ENGRENAGENS URBANAS, ENSAIOS, FAVELA, QUESTÕES URBANAS, SOCIOLOGIA

Mais detalhes

Dados técnicos

Brochura
Revisão: Suzana Barbosa
Curadoria da Coleção Engrenagens Urbanas:
Juliana Farias, Lia de Mattos Rocha, Márcia Pereira Leite e Monique Batista Carvalho
Páginas: 364
Dimensões: 148 x 210 x 20mm
ISBN: 978-85-65679-44-2

Sobre o autor

Author

Luiz Antonio Machado da Silva

Sociólogo, pesquisador do CNPq, professor do IESP/UERJ e professor aposentado do IFCS/UFRJ, Luiz Antonio Machado da Silva costuma brincar com seus alunos e colegas dizendo ser uma relíquia da Sociologia Urbana brasileira. Iniciou suas pesquisas na área pelas mãos de Anthony Leeds nos anos 1960, tendo publicado seu primeiro artigo (ainda muito lido) em 1967. Desde então, foram diversas publicações, sendo Vida sob cerco – violência e rotina nas favelas cariocas (Nova Fronteira/FAPERJ) seu mais recente livro organizado. Formou uma centena de cientistas sociais e continua sendo, para seus alunos e colegas, um interlocutor sempre interessado e atento, presença imprescindível nos círculos de pesquisa sobre as cidades brasileiras. Participa de diversas redes de pesquisa e coordena o CEVIS – Coletivo de Estudos sobre Violência e Sociabilidade, onde desenvolve pesquisas sobre favela, violência, sociabilidade, cidadania, conflito social.